Ao ataque! (Geraldo Alckmin)

Imagine que você seja um candidato que quer atrair os apoiadores do seu opositor ou, melhor dizendo, quer que os eleitores do seu concorrente mudem de lado e votem em você. Só que a eleição é em um semana e, por isso, estratégias lentas não seriam eficazes: foi decidido, assim, que seja feito um ataque frontal e agressivo. A questão nesse momento é, então, como fazer esse ataque. Este é um assunto que pode ser bastante delicado e complicado e, por isso, muito interessante de ser analisado

Novamente, analiso uma parte do programa eleitoral do candidato à presidência da República GERALDO ALCKMIN (clique no link para assistir) pois ele está vivendo a situação que descrevi acima. Será que ele está tomando todos os cuidados necessários?

O QUE FAZER?

Um discurso falado/ouvido é diferente de um texto escrito. Um texto escrito permite que o leitor releia o conteúdo, volte ao parágrafo anterior, pense com calma e analise tudo antes de dizer que entendeu o texto. Em um texto falado, a dinâmica é bem diferente e o principal papel do orador é conduzir as emoções dos ouvintes. O bom orador oferece seus argumentos somente quando os ouvintes estão em um estado emocional ideal para a absorção do conteúdo. Dando um exemplo disso na área de Vendas, é normal que um bom vendedor faça perguntas pessoais e elogios ao comprador e, somente quando percebe que o cliente "amoleceu", ele fala do produto que está vendendo... já percebeu?

Então, o texto do Geraldo Alckmin teria que ter dois objetivos:

  • Conduzir o ouvinte através das emoções (e não do lado racional).
  • Nunca ofender o Bolsonaro ou seus eleitores atuais - isso colocaria o ouvinte em um estado mental de defesa, perdendo rapport. O Rapport é um termo usado na PNL para descrever o estado mental de quando nós estamos nos sentindo tão conectados a alguém que tendemos a aceitar o que ela diz ou pede, sem pensarmos muito a respeito.

Abaixo, coloco primeiramente o texto introdutório original do programa eleitoral do Geraldo Alckmin, falado por uma atriz, e, ao ler, pergunte a si mesmo se o texto está emocional. Em seguida, coloco uma outra versão que segue basicamente a mesma lógica do texto original, mas visando conduzir mais a emoção do que a razão do espectador, numa linguagem coloquial e tomando o cuidado para não ofender nem o Bolsonaro, nem seus eleitores:

DISCURSO ORIGINAL:
"Tá ficando cada vez mais claro que o risco do PT voltar ao poder é real. E também tá ficando claro que quem vota no Bolsonaro pra derrotar o PT pode estar cometendo um grande equívoco, dando um tiro no pé. Já percebeu que o PT não ataca o Bolsonaro? Sabe por que? Porque eles querem enfrentar o Bolsonaro no segundo turno. Porque o PT sabe que vence o Bolsonaro fácil. A rejeição do Bolsonaro é tão alta que ele perde pro PT no segundo turno. Se você não quer entregar o país para o PT, ou pra alguém da turma dele, o seu candidato não pode ser o Bolsonaro, por mais que você simpatize com ele. Pra vencer o PT e sua turma no segundo turno, o candidato é Geraldo Alckmin, mesmo que você não simpatize tanto com ele. A questão agora não é de simpatia. A questão é não deixar o PT voltar. Se você não quer que o PT volte, volte você para o 45. Esse é o único jeito do Brasil não dar PT."

DISCURSO ALTERADO:
"Gente, eu tenho tanto medo do PT voltar ao poder... você ainda se lembra do que eles fizeram ou preciso explicar? Acho que não preciso, né? Tem muita gente, pessoas iguais a mim e a você, que estão escolhendo um candidato que seja um anti-PT. Hoje, dos candidatos anti-PT com alguma chance de vencer o Haddad são só o Bolsonaro e o Geraldo Alckmin. O Bolsonaro consegue vencer o PT se ele ganhar no primeiro turno mas, se for para o segundo turno, perde facilmente para o Haddad. O Geraldo Alckmin é o contrário: se for para o segundo turno, é o único que consegue tirar o PT de lá. Já percebeu que o PT não ataca o Bolsonaro? Estão usando essa estratégia justamente porque querem enfrentar o Bolsonaro no segundo turno. A rejeição do Bolsonaro é tão alta que ele perde pro PT nesse segundo turno. Eu sei que você, eleitor do Bolsonaro, é inteligente e que não quer o PT de volta ao poder. Mas o Bolsonaro está caindo cada vez mais nas pesquisas e, sejamos honestos, você acha mesmo que ele vence no primeiro turno? Se você quer o Brasil acima de tudo e Deus acima de todos, você ainda tem uma chance: coloque o Geraldo Alckmin no segundo turno, para derrotar o PT. É o único jeito"


-------------------------------------
* O TEXTO ACIMA, ASSIM COMO OUTROS TEXTOS DO BLOG, NÃO REPRESENTA A MINHA OPINIÃO OU JULGAMENTO EM RELAÇÃO AO TEMA OU AUTORES. ANALISO SOMENTE O FORMATO DO DISCURSO, NÃO SEU CONTEÚDO. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O FASCÍNIO PELO BOLSONARO

JOÃO ADEUS?

Saia do balde que lá vem o chute (Jair Bolsonaro)